Vantagens de negócio

Saiba o que as empresas têm a ganhar ao adotar a modelagem da construção para empreendimentos residenciais e comerciais.

Uma pesquisa realizada pela McGraw-Hill Construction apurou os benefícios do BIM identificados por usuários do modelo na Europa Ocidental - notadamente França, Reino Unido e Alemanha - e nos Estados Unidos. O estudo, feito entre 27 de maio e 13 de agosto de 2010, abrangeu 948 profissionais, sendo 404 arquitetos, 162 engenheiros, 194 contratantes e outros 188 agentes, entre fabricantes, consultores e demais usuários.

Para 80% dos usuários com grande experiência prática em BIM, a tecnologia reduz os erros e as omissões no acervo técnico (documentação) da construção; cerca de 71% também identificam redução de retrabalho e outros 71% afirmam que o modelo ajuda a reduzir o ciclo de fluxos específicos de certas atividades, especialmente as de desenho. Para 62% dos respondentes, o BIM ajuda a empresa a oferecer novos serviços para clientes e, de acordo com 51%, o conceito serve também como uma ferramenta de marketing para atração de novos clientes e aumento da competitividade da empresa. Por fim, 49% dos especialistas afirmaram que o BIM aumenta o lucro de seus negócios. Em suma, a maior vantagem do sistema relatada pelos usuários de BIM é a economia de tempo e a redução de custos.

Os respondentes analisaram ainda quais os benefícios do BIM que mais favorecem o retorno sobre o investimento necessário à modelagem da construção. Veja o resultado no gráfico "Benefícios do BIM x Payback", em destaque. Cerca de 46% dos usuários europeus (e 32% norte-americanos) que fazem mensurações sistemáticas do retorno do investimento em BIM identificam retornos de 25% ou mais na adoção do BIM. Abaixo, saiba quais os ganhos que o BIM pode agregar ao negócio da construção.

Benefícios do BIM por payback

A comunicação entre os profissionais envolvidos é mais clara

Ao compartilhar informações por meio do BIM, o time de profissionais envolvidos no empreendimento pode comunicar melhor suas ações e ideias, o que significa melhoria da comunicação multidisciplinar entre todos os envolvidos, difusão do conhecimento sobre projetos em 3D e maior compreensão dos profissionais em relação aos objetivos do empreendimento e suas responsabilidades.

Os erros de projeto reduzem expressivamente

A inserção de informações de diferentes agentes em um único projeto e o compartilhamento destas informações entre usuários diversos envolvidos no empreendimento ajudam a eliminar a redundância de dados e reduzem o potencial de erros em todas as etapas da construção. Isto porque o empreendimento é construído virtualmente, sendo possível antecipar incompatibilidades entre projetos.

O volume de retrabalho na obra é reduzido

Edificar virtualmente significa diminuir a aparição de problemas nos projetos e nos canteiros de obra, reduzindo, assim, a necessidade de retrabalhos e mudanças durante a construção, bem como a incidência de conflitos entre subempreiteiros e contratados.

A produtividade aumenta

O BIM permite a troca de experiências, o estudo de sequências construtivas, a simulação de alternativas tecnológicas e melhoria da logística de canteiro, facilitando o desenvolvimento de soluções que otimizem a obra e, portanto, reduzam seu prazo. Para os arquitetos e projetistas, a perspectiva com a automatização de processos é de menos tempo de desenho e mais tempo de projeto. Na obra o detalhamento visual proporcionado por softwares 3D facilita a compreensão por parte dos operários, o que resulta em menos bate-papo para interpretação de projetos 2D e mais velocidade na montagem. O BIM também aumenta a agilidade da medição dos serviços subempreitados, já que, no momento da requisição, o escopo dos insumos fica claramente definido, com fácil identificação pelo engenheiro de custos e pelo gerente do contrato.

O controle sobre o cronograma é mais rigoroso

Empreendimentos em BIM preveem a integração de informações de planejamento ao conjunto de projetos em 3D. Com isso, é possível, já na etapa de projeto, planejar cada etapa construtiva em um tempo específico e mais próximo do real e até obter o histograma de produção por tipo de serviço. O resultado é um cronograma mais assertivo e programado, e um controle maior sobre os prazos da obra.

Melhora a performance das edificações

Quanto mais usuários compartilham informações por meio dos modelos em BIM e maior detalhamento tem o projeto, menor o potencial de risco da obra, tanto em prazo, custo, quanto em qualidade.

As estimativas de custo ficam mais precisas

Na modelagem da informação da construção, a parametrização do modelo permite que cada item, insumo e material sejam quantificados automaticamente pelo próprio software. Essa possibilidade, além de diminuir e muito a parte "braçal" do trabalho dos orçamentistas, tornará possível a obtenção de estimativas de custo mais próximas à realidade, ou seja, com uma margem de erros expressivamente menor que as alcançadas pelo modelo convencional - fator determinante para o lucro do empreendimento.

Os riscos diminuem

Com o BIM, a equipe de projeto identifica conflitos mais cedo, a custos mais baratos e com mais cooperação dos subcontratados. As revisões de projetos em 3D literalmente trazem todos os envolvidos à mesma sala, para que todos trabalhem juntos na resolução de problemas. Esse procedimento diminui significativamente os riscos do projeto, acreditam usuários. Além disso, como os projetos elaborados em BIM oferecem informações mais precisas e específicas que os convencionais, o empreendimento como um todo ganha em acuidade.

A gestão pós-obra ganha dados mais consistentes

Os dados da construção do edifício, do projeto à obra, poderão ser, a partir da consolidação do BIM, facilmente coletados e analisados para manutenção e gestão do edifício durante sua vida útil. O modelo BIM também poderá alimentar os departamentos de pós-obras com informações consistentes em relação ao desempenho do empreendimento e de seus sistemas e materiais. Assim, no caso de uma reclamação de um consumidor, por exemplo, a assistência técnica poderá acessar o projeto e verificar o histórico do item reclamado, obtendo informações sobre a execução e as necessidades de manutenção e desempenho. Por conta disso, o BIM servirá também para balizar perícias no caso do aparecimento de falhas construtivas e melhorar a relação da empresa com seus consumidores.

A relação com os clientes e stakeholders fica mais transparente

O BIM também se mostra particularmente útil para validações junto a clientes diversos (de empreiteiros a consumidores e acionistas). Junto ao consumidor, é possível apresentar, com mais detalhes, o andamento da obra e os cuidados da empresa em honrar os prazos acordados; no trabalho com subempreiteiros e fornecedores de serviço, o modelo funciona como um instrumento prático de parceria, em que os subcontratados participam diretamente do projeto e deixam registradas suas responsabilidades; na relação com acionistas, o BIM pode ser ferramenta estratégica para comprovar a eficiência da empresa na gestão de riscos e apresentar os números do projeto.

Onde investir

Aumenta a segurança no ambiente de trabalho

Muitos usuários acreditam que o BIM pode tornar o ambiente de trabalho mais seguro, uma vez que as soluções construtivas são extensamente planejadas antes da obra propriamente dita. Como grande parte dos conflitos do projeto é eliminada antes da fase de canteiro, os usuários podem empregar pré-fabricados com mais confiança.

Projeções de ecoeficiência ficam mais fáceis

O modelo BIM também permite aos arquitetos fazerem análises antecipadas de custo de energia e conforto térmico em uma edificação e, com isso, promover soluções mais ecoeficientes. A diminuição de erros e retrabalho também se reverte, obviamente, em menos desperdício de materiais no canteiro e melhor performance do edifício - itens críticos à sustentabilidade.

Sua empresa ganha um diferencial em concorrências

À medida que o uso do BIM começa a ser reconhecido por contratantes como um mecanismo eficiente de gestão de riscos da construção, as empresas que apresentarem know-how na modelagem de informações e projeto poderão usar essa vantagem competitiva em suas estratégias de marketing e em processos de concorrência.

Os litígios e as reclamações têm base mais sólida

O compartilhamento das informações entre todos os agentes envolvidos dificulta omissões, o que significa que se algum problema vier à tona, vai ser difícil dizer "eu não sabia", até porque todos os dados, responsabilidades e direitos ficam registrados em projeto. O banco de dados completo do empreendimento, com informações detalhadas sobre uso e manutenção, também poderá blindar as incorporadoras em caso de reclamações de consumidores.

Opinião de não-usuários do BIM

Fonte: Por Mirian Blanco. Revista Construção Nº15. Fevereiro 2012.

FacebookTwitterGoogle BookmarksLinkedIn

Contate-nos!

Nome (*)

must contain only 0-9,a-z,A-Z characters
Email (*)

is not a valid e-mail address.
Telefone


Empresa (*)

must contain only 0-9,a-z,A-Z characters
Comentário




Invalid Input



Nosso Portfolio

Embraco – Fabricante de Compressores

Área: 275,000 sf | 25.500 m2 Localização: Apodaca. México Cliente: Garza Ponce Desarrollos

Centro de Dados Northlake

Área: 707,000 sf | 65682 m2 Localização: Northlake, IL. Estados Unidos Construtora: Turner Constru...

Harvard Dunster House

Área: 170,000 sf | 15.794 m2 Localização:  Cambridge, MA. Estados Unidos.

Acessórios de tubulação Victaulic

Categoria do produto: Acessórios de tubulação Quantidades do produto: 250 produtos Cliente: Victau...

Manquehue O´Connell

Área: 2,389,588 sf | 222.000 m2 Localização: Santiago. Chile Cliente: Las Americas

Registe na nossa Newsletter

Registe na nossa Newsletter e receba grátis as últimas notícias sobre BIM.

Nome (*)
Please add a value for .
Sobrenome (*)
must contain only 0-9,a-z,A-Z characters
Email (*)
is not a valid e-mail address.

Quem Somos Notícias BIM Vantagens de negócio